un trago

la gitana Nem mais, Manzanilla La Gitana, depois de um dia em que a manhã valeu pelo dia todo, a parte da tarde foi semear para colher nestas próximas semanas. Voltaram os mesmos do costume a não atender o telefone e as chamadas para o exterior a serem risonhas.

Deste vinho, dizer que comprei duas garrafitas quando fui passear até Huelva, não o bebia há mais de dois anos, Sr. Alfredo, quando é temos a oportunidade de repetir tais rituais?

É a minha marca preferida de Manzanilla, falando em vinhos brancos não me posso esquecer do tal Porto Tonic, long drink que tenta lançar o Porto, para uma população mais jovem. O calor já pede umas coisinhas fresquinhas, q.b..

This entry was posted in pessoal. Bookmark the permalink.


Comments are closed.