PayPerPost

Ainda sobre o PayPerPost fica aqui a opinião do Doc Searls com a qual concordo plenamente.

It abuses principles of instrumentality for bloggers that are no different than the ones for paid reporters — which are no different than ones for any human being. Those principles have to do with speech, and voice. Nothing is more personal than either.
Blogging is speech. Personal speech. When we blog we speak for ourselves. Yes, we may bite our tongues at the tonsils on occasion (say, when we want to avoid or protect an employer, a spouse or a friend), but we do that in everyday speech as well. People who know us make allowances for that.
But PayPerPost doesn’t just pay us to shill for advertisers. It actually controls what we say.

This entry was posted in Blogosfera. Bookmark the permalink.


5 Responses to PayPerPost

  1. Permite-me discordar da vossa opinião. No PayPerPost tu podes escolher os posts que queres fazer e fazes a tua própria auto-censura publicando apenas posts sobre o que achas relevante para a tua audiência sem nunca a defraudar. Mas cabe-te a ti isso. Não o és obrigado a fazer, mas podes. Podes inclusive assumir perante a tua audiência que aquele post é patrocinado, não me choca e em nada te compromete. Acho que compromete mais teres adsense no blog sem controlares o que estás a publicitar do que ter receitas publicitárias de afiliados ou de posts pagos.

    E quanto ao trabalho de blogger pago para uma rede de blogs em que tens que escrever um post por dia sobre um determinado tema? Se bem que na maior parte das vezes ninguém te diz o que é que tens de escrever, dizem-te quando é que tens de escrever.

    Por exemplo, estou a ver agora no teu blog um anúncio de uma instituição daquelas de crédito por telefone que cobram taxas de juros completamente escandalosas. Se um dos teus leitores clicar no anúncio e contrair um empréstimo que lhe vai enfernizar a vida, achas que a tua escrita está comprometida? Achas que tens responsabilidades? São apenas questões lançadas para o ar. Também não tenho uma opinião muito formada acerca do assunto, mas cada vez mais tendo para as formas de rentabilização que podem ser facilmente controladas e editadas por mim.

  2. _41 says:

    Quanto aos bloggers que fazem parte de uma rede comercial de weblogs isso não se coloca essa sera eventualmente a forma como escolheram para financiar o weblog.

    Ainda hoje recebi mais um e-mail com as instrucoes e a url para a qual devo fazer os tres links, não o vou continuar a fazer payperpost visto que quero ter liberdade para escrever aquilo que quero.

    Acho o Adsense uma forma bastante diferente de fazer publicidade no weblog.
    Quem chega sabe logo que naquele espaço está um anuncio.

    E mais opiniões?

  3. Rui Moura says:

    “But PayPerPost doesnt just pay us to shill for advertisers. It actually controls what we say.”

    Well, parece-me bastante evidente …

    Estar a publicar posts simplesmente baseados no que os leitores querem ler, tentando “não defraudar as suas expectativas” é uma desvirtuação do blogging.

    Eu publico posts, porque me apetece, e além do mais, porque uso o blog como referência. Quando vejo algo realmente importante, escrevo sobre isso, e depois a informação fica ali sempre disponível. É quase como um wiki.

    Este modelo do payperpost é um modelo errado. É estar a escrever o que as pessoas querem ouvir, não o que tu queres escrever, muitas das vezes. E á agora, o termo “auto-censura” também é uma farsa. Não existe tal coisa como auto-censura … Get real …

  4. Ok Rui, se calhar a minha escolha tde termos não foi a melhor. Quando eu falo de auto-censura é no sentido de tu escolheres sobre o que queres escrever e não deixares que ninguém te diga o que escreveres. Tu censuras a lista de posts pagos que te é dada e escolhes apenas aqueles que interessam para a tua audiência, não necessariamente o que a tua audiência quer ler. Existe uma diferença entre as duas coisas. Se escreves o blog para ti, tu és a tua audiência e escreves sobre tudo o que te interessa a ti.

    O que eu quero dizer é que tu só escreves sobre o que queres. Se calhar no teu caso não faz sentido usares um payperpost, mas por exemplo, aqui o Ricardo faz muitas vezes posts a anunciar novos serviços que ele acha interessantes e que muitos deles também eu acho. Se ele vir dez anunciantes no payperpost que lhe pagam cada um 10 Euros para ele rever as suas aplicaçõeses. Ele dá uma olhadela e encontra 3 que acha interessantes e relevantes, porque não fazer os posts e ganhar 30 euros? Ninguém te está a obrigar a escrever. Ele pode inclusive escrever um dos posts a dizer mal da aplicações e é pago á mesma.

  5. _41 says:

    No payperpost to da blogsvertise ( unico serviço que alguma vez utilizei desta tecnica) tu recebes sobre o que escrever, se nao publicas estas a faltar ao prometido.

    Acho que mesmo dizendo quer era pub, voces tinham de gramar com o post, nao e’ o mesmo do Adsense, existem plugins, podem passar a ler o blogue por RSS sem adsense.

    Se fosse um blog comercial, bem ai já era outra coisa, como outras publicacoes vivem da publicdade tambem o blogue o poderia fazer.