Os Brasileiros são melhores que os Portugueses em termos de Marketing ?

origami crane, logotipo do blog relações públicasEm introdução, sou o blogger responsável pelo Relações Públicas. Recebi e aceitei de imediato o convite do Zone 41 para inaugurar a secção de guest-blogger. Claro que o tema me deixou um pouco desarmado, apesar de estar relacionado com o meu próprio blog, o que é bom. Tive a oportunidade de pensar sobre o que já sabia de marketing e publicidade no Brasil e de o relacionar com a pesquisa que fiz pelos jornais e revistas online.

Não me parece que os Brasileiros sejam melhores ao piores que os Portugueses, no que se refere ao marketing. Mas possuem uma postura bastante dinâmica quando a comparamos com a nossa.

Isso compreende-se tendo em conta algo muito simples. Qualquer área da comunicação tem de estar em sintonia com a sociedade em que se insere. Isto varia consoante a campanha em causa é local, nacional ou internacional. E para o bom e para o mau, Portugal ainda consegue ser muito conservador.

Reparei que há várias empresas portuguesas interessadas no mercado brasileiro. Entre elas a EDP e a PT. Estas empresas vão ter de investir em campanhas de comunicação no Brasil, criar novas imagens de marca ou tentar importar as que já existem. Em qualquer um dos casos isto significa uma troca de ideias e métodos de trabalho entre Portugal e o Brasil.

Muita gente não sabe, mas há empresas portuguesas que optam por contratar empresas de marketing brasileiras. Contaram-me que foi o que aconteceu com a nova imagem da TMN mas não encontrei nada que confirmasse.

Na minha opinião pessoal, os publicitários brasileiros primam pela dinâmica e sentido de humor. Em Portugal sinto que a publicidade tende a ser um pouco conservadora. Não temos o hábito de tentar surpreender o nosso público.

Ao procurar informação sobre Marketing no Brasil descobri a ADVB e ADVP, respectivamente a Associação de Dirigentes de Vendas e Marketing Brasileira e Portuguesa.

Estas duas associações distinguem regularmente personalidades luso-brasileiras no campo do marketing. É o suficiente para que se perceba que existe interacção entre os países.

Portanto, as diferenças entre o marketing brasileiro e português notam-se no tipo de campanhas que existe em cada pais. Estas diferenças estão relacionadas com o respectivo panorama sócio-cultural. Mas isso só quer dizer que podemos aprender muito uns com os outros.

Visto que há empresas bastante interessadas em investir no mercado brasileiro, as nossas empresas de marketing só têm a ganhar com parcerias brasileiras (e vice versa). E no final de contas não interessa quem é melhor no seu campo, mas quem se destaca por ser diferente.

A minha conclusão disto tudo é que nenhum dos dois lados é melhor que o outro. Vejo-os mais como dois mercados de marketing cada vez mais próximos do que como concorrentes.

Para os mais curiosos, guardei todos os artigos que achei mais interessantes no del.icio.us, sob a tag marketing-pt-vs-br.

About Bruno

Licenciado em Comunicação Social pelo ISCSP, é o blogger responsável pelo Relações Públicas. Fala de web, marketing, relações públicas e de como tudo se relaciona no dia a dia.
This entry was posted in guest-blogger. Bookmark the permalink.


5 Responses to Os Brasileiros são melhores que os Portugueses em termos de Marketing ?

  1. Pingback: Os Brasileiros são melhores que os Portugueses em termos de Marketing ?

  2. Não referes é a razão principal pela qual os brasileiros se fazem notar mais do que os portugueses.

    Os milhões e milhões de brasileiros.

    É bem simples, dois paí­ses com culturas a (a ní­vel de hábitos de consumo) muito parecidos (ok no Brasil é mais na zona Costeira…, mas só essa zona tem 5/6 vezes mais do que Portugal inteiro) e pegamos nas agências publicitárias.

    Se em Portugal existem 2/3 agências mais “atrevidas” no Brasil devem existir umas 60 ou mais.

    Ora se eles acabam por produzir mais (mais pessoas, mais tv, mais target) é normal ficarmos com mais exemplos brasileiros.

    É como o futebol, pegamos em dois paí­ses em que o Futebol é o desporto rei, num existem 180 milhões de pessoas e no outro 10 milhões de pessoa.

    Qual é que tem a maior probabilidade de ter mais craques?

  3. Bruno says:

    Tens razão Cláudio, nem ponderei esse factor. E é um argumento válido, só não gosto dele.

    Por sermos poucos até nos deví­amos esforçar mais no contexto internacional. Já o facto de num pais com mais população existir mais concorrência, quanto a isso não posso discutir. A concorrência obriga-nos a inovar cada vez mais.

  4. Mario says:

    O mercado publicitário em Portugal está a crescer de ano para ano mas existe um problema de mentalidade que faz com que o nosso mercado publicitário seja reduzido a uma dúzia de empresas quando uma empresas estrangeira procura investir no mercado portiuguês.

    Tive 3 meses numa empresa de publicidade e marketing e queria inovar, não me deixaram. O que interessava era ter o trabalho feito dentro do prazo e que o cliente diga que gosta.
    Resultado, para mim o cliente ficou com uma imagem nova mas chata, investiu, recebeu o que queria directamente, e ficou contente.
    Em 8 meses o número de clientes pouco aumentou, e o cliente já nem liga á imagem porque esta caiu na rotina.

    E como foi referido e bem, no Brasil a dinâmica é diferente e que a meu ponto de vista, torna as campanhas mais apelativas.

  5. O tamanho do mercado e o perfil do público alvo acaba influenciando o decisão.

    Acho que é difí­cil comparar. Você tem vários pontos que pode considerar. Por exemplo? Quem tem mais leões? Bom, fazer peças que ganham prémios pode ser considerado “ser melhor em marketing”?

    Ser “agressivo e ousado” é ser melhor?

    O que podem ter feito é contratar um empresa brasileira pode ter sido melhor para o cliente naquele momento. Preço ou afinidade com a marca influenciam na decisão.

    O que acho já é um pouco diferente do que você falou. Acho que tem pouco relacionamento entre os paí­ses. Devia haver mais troca.

    Todos sairiam ganhando.

    Grande abraxo,