Os blogues morreram?

blogging
Fotografia de David Pham.


É com base nestas duas citações que escrevo este artigo e desejo abrir um diálogo sobre este tema.

Os blogs morreram., Robert Scoble.

Essa afirmativa parte da definição de blogs como voz autêntica de um indivíduo que reflete sobre fatos de sua vida e seus interesses. Segundo Scoble, a profissionalização de alguns blogueiros, a produção de posts por equipes de redatores, a contratação de jornalistas e a conversão de blogs em empresas midiáticas atestariam a falência da própria concepção de blogs., Alex Primo.

Não partilho da ideia que os blogues tenham morrido, apenas se estão a transformar.
A tal profissionalização de alguns bloggers, pessoas que tendo bastantes conhecimentos de um determinado assunto e escrevendo de uma maneira irrepreensível viram uma oportunidade para rentabilizar tais capacidades, e este é apenas um dos tipos de blogger profissional.
Pessoalmente nestes últimos sete meses nunca editei nem publiquei nenhum artigo desde o local de trabalho, acho que a minha actividade como blogger não pode interferir nem acontecer enquanto estou a desempenhar a actividade que me coloca o pão na mesa. Mas esta penitência é minha e não quero ser mais papista que o Papa, ao fazê-la, acho apenas que não devo misturar os dois mundos.

Gostava de saber neste momento como estão os números no que diz respeito a weblogs activos nas plataformas de weblogs em Portugal, seria interessante saber se continuam a subir, ou se alcançaram alguma estabilização.
E será que vai o Clix ter mesmo uma plataforma de weblogs?

No que diz respeito à conversão de blogs em empresas midiáticas, em Portugal a coisa está muito fraquinha. Alguém têm exemplos?
Sobre as redes de weblogs em Portugal, comparando com Espanha, existe uma diferença gigantescas, neste momentolá estão identificadas, mais de trinta redes de weblogs.
Maior quantidade não quer dizer necessariamente maior qualidade.
Eu por mim falo, a produção de artigos para o weblog que mantenho na TE é resultado do tempo livre que me resta.

This entry was posted in Blogosfera and tagged . Bookmark the permalink.


8 Responses to Os blogues morreram?

  1. Pingback: lisbonlab » Este blog não está morto