Alguém se lembra do teu cartão de visita?

Tentei ser meigo com o título, não traduzindo à letra o do Mark Frauenfelder do Boing Boing.
Eu gosto bastante de cartões de visita.
O que vão poder ver em seguida é um excelente vídeo sobre como ter um cartão de visita memorável.
Esqueçam esse cartão de visita cinzento, invistam na vossa imagem.

Link directo para o vídeo.

via [Boing Boing – “Your business card is CRAP!“]

Qual o melhor carto de visita?


Fotografia de Kariann Burleson.

Que alegria, energia transmites na tua actividade? N?o poder? ser esse o melhor cart?o de visita?

Eu tento fazer isso todos os dias, quem nos visita procura isso.
Neste ?ltimos dezassete meses que estou nesta empresa, tenho tentado tudo por tudo, tocar nos nossos clientes da forma mais alegre poss?vel.

Acho que continuamos a ter grande vantagem face a outros destinos de ferias. Que todos saibamos tirar partido disso.
N?o somos destino de apenas um resort de f?rias, como outras paragens, temos uma oferta completa. N?o precisamos de pulseiras de identifica??o, por aqui ? poss?vel pegar num autom?vel e partir em busca de outras indica??es fora dos roteiros.

Neste momento estou curioso para ver o que vai dar a re-organiza??o das Regi?es de Turismo em apenas cinco, sem duvida que precisamos de mais profissionalismo e organiza??o em termos de promo??o, seja interna ou externa.
N?o precisamos de desorganiza??o, isso custa muito dinheiro. Para dar um exemplo ? tempos o Aeroporto de Faro fez promo??o num s?tio e a Regi?o de Turismo do Algarve em outro, somos n?s todos sa?mos prejudicados com este tipo de desorganiza??o.

Que destinos, roteiros Portugueses, recomendas que n?o v?s nos guias?

O porquê da dobra no cartão de visita

Moo MiniCards

É muito bom quando os leitores do zone41 vêm dar pistas sobre temas que gosto bastante.
Obrigado, Rui Pedro pelo comentário sobre o porquê da dobra no cartão de visita.

Esta é sem dúvida a melhor explicação que encontrei até agora:

A dobra do cartão de visita torna-se vulgar com o advento da produção industrializada, com a tentativa de rentabilizar os excedentes, o contacto comercial ganha a sua expressão com a invenção do cartão de visita, que era entregue aos mordomos à porta de casa dos senhores, para serem atendidos em reunião.
Ao pousar na bandeja dobrava-se o canto para que, ao entregar ao senhor, este não tivesse dificuldade em levanta-lo e saber quem o esperava
.

Explicação retirada do weblog [serapilheira].

Encomendo os meus cartões de visita na Moo, utilize este link
para ter 20% de desconto na primeira compra!