coworklisboa – 2010 a 2020

Precisamente a 7 de Janeiro de 2010, publicava neste blog o artigo com o título:
coworklisboa: Novo espaço de coworking em Lisboa!
Onde entrevistava pela primeira vez Fernando Mendes, Founder & CEO [Chief Error Officer] do coworklisboa.
Sobre um novo espaço de coworking que iria abrir portas em Fevereiro desse ano em Lisboa com o sugestivo nome de – coworklisboa.
A entrevista onze anos depois a Fernando Mendes (FM), creio que era obrigatória. Em virtude do trabalho realizado no coworklisboa e do desafio que o futuro representa para o conceito de coworking.

“os espaços de Coworking abriram o campo para todo o ecossistema empreendedor e criativo lisboeta.” Fernando Mendes

Passaram rápido estes 11 anos?

FM – Passaram rápido mas deixaram uma marca indelével em todos e todas as pessoas que ali trabalharam. Foram mais de 7000 coworkers, de 2010 a 2020.

O quanto ganhou Lisboa com o coworking?

FM – A cena Coworking de Lisboa é indissociável do Coworklisboa e da sua história e dos seus coworkers.
O movimento começou na cidade antes mesmo do boom do empreendedorismo e do nomadismo digital no país.
A partir de 2012, a cidade beneficiou imenso da chegada destes novos profissionais. Tudo aconteceu de forma orgânica, sem um plano pre-definido. No fundo, os espaços de Coworking abriram o campo para todo o ecossistema empreendedor e criativo lisboeta.

Como evolui-o o coworklisboa?

FM – O Coworklisboa teve de fechar portas em Janeiro de 2020. Exactamente dez anos depois da abertura. A causa foi um aumento de renda de 30% por parte do proprietário da LX Factory. Ironicamente, algumas semanas depois a pandemia fecharia todos os espaços da cidade. Não existem bruxas, mas… :-)

“Uma coisa é certa, as pessoas querem estar juntas. Isso não se vai alterar.” Fernando Mendes

Que futuro esperam os espaço de coworking em 2021?

FM – Coworking é agora um software de acesso livre e aberto a todos. Os espaços pioneiros originais terão sempre um nicho específico, mas a chegada de novos players, oriundos dos mais variados sectores, com destaque para o imobiliário, está a mudar drasticamente o figurino do movimento.
A esta mudança, juntam-se outras forçadas pela emergência da situação pandémica.
É cedo e arriscado dizer que tudo o que está a acontecer permanecerá depois desta crise.
Uma coisa é certa, as pessoas querem estar juntas. Isso não se vai alterar.

Com o encerramento do Coworklisboa, não terminou a aventura de Fernando Mendes no coworking, a história continua com um novo volume, o NOW_.

coworklisboa: Novo espaço de coworking em Lisboa

Irá estar disponível já no próximo mês de Fevereiro em Lisboa, um novo espaço de coworking com o nome de coworklisboa.
O responsável pelo espaço, que é designer de profissão, Fernando Mendes, tendo aceitado responder a algumas perguntas sobre o que vai ser o coworklisboa.

coworklisboa

Como surgiu a ideia de criar este espaço de coworking em Lisboa?
Eu sou designer e um coworker “natural” há muitos anos. Desenvolvo o meu trabalho muitas vezes directamente no local dos meus clientes e tenho um”poiso” especial que é a Associação CAIS e a sua revista (faço o design desta publicação). Há uns meses comecei a pensar numa forma de conciliar o meu trabalho de forma a evitar trabalhar em casa, sozinho e sem contacto e calor humano. O “clique” deu-se com uma pequena reportagem sobre o tema na revista TimeOut…

O que o levou a criar este espaço, oportunidade de negócio ou juntar o “útil ao agradável”?
Está respondido no ponto anterior mas posso garantir que não é a questão financeira que motiva. Embora este seja, de facto, um negócio. Mas penso que é clara a intenção de fazer pelo bem-comum de muitos trabalhadores independentes, proporcionando-lhes um posto de trabalho agradável, partilhado com outros pares e a preços simpáticos.

O coworklisboa foi pensado para algum tipo de publico em especial?
Trabalhadores independentes, sobretudo das áreas ditas criativas, tais como designers, ilustradores, etc. Mas temos já diversos tradutores, arquitectos, jornalistas, entre outras profissões.

Pode-nos descrever o espaço?
O espaço é um open space de 287 m2 na LX Factory, em Alcântara. É o sítio natural para o nascimento deste tipo de projecto. Tem paredes de vidro e janelas para o Tejo.

Optar por espaços de coworking é a melhor solução para os tempos que correm?
É virtualmente impossível para um designer freelancer pagar 300 ou 400 euros por um pequeno atelier, onde continuaria a trabalhar… sozinho!

Que variedades de café vão estar disponíveis?
O café simples, a bica, é oferecida gratuitamente a todos os coworkers. A máquina funciona em regime de self-service e disponibiliza outras bebidas (essas pagas). Não há limite de cafés por coworker, para além do bom-senso e do sistema nervoso de cada um!

Diga-nos três razões pelas quais deveríamos escolher o coworklisboa para trabalhar?
1. Porque trabalhar sózinho faz muito mal à saúde.
2. A LX Factory é o novo centro criativo de Lisboa.
3. Os preços do COWORKLISBOA são equilibrados e sem serviços supérfluos.
Tem café gratuito e internet muito rápida.


Ver mapa maior

Weblog – lisboa s.o.s.

Casa de Ces?rio Verde - 1855-1886
Fotografia retirada do post: “O Sr. Verde ou o poeta Ces?rio Verde“.

O Lisboa S.O.S., apresenta-se como “um blogue de cidad?os preocupados com o estado de degrada??o de Lisboa.”
? um olhar atento do estado em que se encontra a cidade de Lisboa.
Os posts s?o essencialmente fotografias com muita poesia, sentido de humor embaladas com um grande carinho por Lisboa.
Este Lisboa S.O.S., mostra-nos, uma cidade perdida, abandonada, sem brio e suja. Lamentavel, mas ? a pura realidade.

Que outros blogues portugueses existem que tratem do mesmo problema?
Sei que de tempos a tempos o meu amigo Pedro, vai colocando umas fotos no seu weblog sobre os absurdos que vai encontrando na sua praceta ali em Faro, felizmente que a autarquia l? o seu weblog e lhe vai solucionando os problemas. Mas estas coisas n?o podem ser a pedido.

A facilidade de publica??o que os motores de blogging ( Blogs Sapo, WordPress, Blogger, entre outras plataformas ), trouxeram deixam ao alcance de praticamente toda a gente a possibilidade de mostrar estas realidades.

La Fura em Lisboa a partir de hoje

Hoje que os inconfundiveis La Fura dels Baus come?am a apresentar em Lisboa “O jogo eterno”, primeira parte da Tetralogia Anfibia, que se destina a assinalar os 25 anos de carreira da companhia catal?.

Desta feita, ? num barco, o Naumon, que a ac??o decorre e os Fura prometem perseguir o p?blico pelo por?o e pelo conv?s, tornando o espect?culo numa experi?ncia inesquec?vel para quem o vive.

O Naumon estar? atracado no Cais de Santos, perto da Portug?lia, at? dia 20 deste m?s. Depois, a embarca??o segue para a Figueira da Foz, onde ‘O Jogo Eterno’ pode ser visto entre os dias 2 e 4 de Julho.

O ?nico espect?culo que tive opurtunidade de assistir deste j? m?tico grupo de teatro foi sem d?vida uma esperi?ncia ?nica! Pelo que aconselho toda a gente que tenha opurtunidade a fazer uma visita ao Naumon, certamente n?o sairam desiludidos!!

Xm