AOL comprou o TechCrunch

Partindo de um blog criado em Junho de 2005 o TechCrunch.
Michael Arrington conseguiu criar um império e agora vendeu este serviço ao gigante AOL, por cerca de 25 milhões de dólares.

Nas palavras do próprio Michael Arrington, ele estava cansado, não de escrever mas sim de:

I was tired of our endless tech problems, our inability to find enough talented engineers who wanted to work, ultimately, on blog and CrunchBase software. And when we did find those engineers, as we so often did, how to keep them happy. Unlike most startups in Silicon Valley, the center of attention at TechCrunch is squarely on the writers. It’s certainly not an engineering driven company.

Reconheço-lhe grandes méritos, pelo facto de ter conseguido erguer o que é hoje a rede de blogues TechCrunch e o directório Crunchbase.

Em relação aos problemas com as questões técnicas, pelo que deu para perceber o blog principal da TechCrunch está alojada no serviço VIP do WordPress, e os restantes encontram-se nas máquinas da Rackspace.
Não é suficiente?

Atenção que não estou a tirar mérito à transacação, apenas acho que não devia ter usado estas desculpas.

No final o que vai ficar é que ele, como outros, fizeram bons negócios neste caso foi com a AOL e que os blogues ainda estão bem vivos.

Actualização (via Wikipedia):
Em novembro de 2017, Michael Arrington anunciou que iniciava um fundo de investimento no valor de 100 milhões de dólares, o Arrington XRP Capital.
Faz parte do portfolio do fundo a conhecida empresas de mensagens Telegram.