Qual é o melhor cartão de visita?


Fotografia de Kariann Burleson.

Que alegria, energia transmites na tua actividade? N?o poder? ser esse o melhor cart?o de visita?

Eu tento fazer isso todos os dias, quem nos visita procura isso.
Neste ?ltimos dezassete meses que estou nesta empresa, tenho tentado tudo por tudo, tocar nos nossos clientes da forma mais alegre poss?vel.

Acho que continuamos a ter grande vantagem face a outros destinos de ferias. Que todos saibamos tirar partido disso.
N?o somos destino de apenas um resort de f?rias, como outras paragens, temos uma oferta completa. N?o precisamos de pulseiras de identifica??o, por aqui ? poss?vel pegar num autom?vel e partir em busca de outras indica??es fora dos roteiros.

Neste momento estou curioso para ver o que vai dar a re-organiza??o das Regi?es de Turismo em apenas cinco, sem duvida que precisamos de mais profissionalismo e organiza??o em termos de promo??o, seja interna ou externa.
N?o precisamos de desorganiza??o, isso custa muito dinheiro. Para dar um exemplo ? tempos o Aeroporto de Faro fez promo??o num s?tio e a Regi?o de Turismo do Algarve em outro, somos n?s todos sa?mos prejudicados com este tipo de desorganiza??o.

Que destinos, roteiros Portugueses, recomendas que n?o v?s nos guias?

um ano lá na minha mina

Free pencils!

Passa r?pido o tempo e hoje cumpri um ano l? na minha mina.
O balan?o ? bastante positivo.
Tenho conhecido gente bastante interessante, aprendido muito sobre uma actividade sempre em desenvolvimento e at? uma nova l?ngua estou a tentar aprender.
Para os blogues e outros projectos online, resta pouco tempo mas tenho tentado fazer os poss?veis para os manter.

I just quit my job today

N?o, n?o fui eu.
Nem mesmo depois da conversa de ontem que tive com o Andr?.

Quem o fez foi o ex-Sapo, Bruno Pedro, fica aqui uma mensagem que recebi dele:

Est? nas nossas m?os… o mais dif?cil ? tomar a decis?o de “let’s go”, o resto acontece…

Fico a aguardar por novidades.

Se em 2007 j? tivemos bastante boas surpresas no que toca a projectos da Web 2.0, o ano de 2008 ainda dever? ser melhor.

Para quem arrisca, a melhor sorte. Para quem continua a sonhar com o “tal” projecto, que saiba acalentar a ideia para quando chegar o dia o possa realizar.
E depois nem toda a gente t?m de seguir o mesmo caminho.