Seesmic compra mas ainda não gera lucros

Seesmic compra Ping.fm

Mais uma vez Loic Le Meur, da Seesmic compra uma empresa nos Estados Unidos, mas ainda n?o gera lucros. Desta vez foi a Ping.fm, uma micro empresa, que era uma central de actualiza??o de perfis em redes sociais. Os co-fundadores, Adam Duffy e Sean McCullogh da?Ping.fm, v?o rumar a S?o Francisco para integrarem a equipa Norte Americana da?Seesmic.

ping.fm co-founders Sean McCullough, Adam Duffy and Loic Le Meur at SXSW09
Loic Le Meur, Sean McCullough e Adam Duffy na SXSW09.

Com esta aquisi??o v?o refor?ar a capacidade da?Seesmic em actualizar mais redes sociais. Contam desta forma chegar em 2010 ao primeiro milh?o de utilizadores na plataforma.
A Portuguesa Tarpipe, fica cada vez melhor posicionada para uma futura aquisi??o?

Faz toda a diferen?a quando temos bons investidores, e podemos maturar o nosso produto tempo suficiente. ? esta a minha opini?o que resume o trajecto do que tem vindo a tornar-se a empresa criada por?Loic.
Sem a necessidade de apresentar um servi?o gerador de lucro dentro de um curto espa?o de tempo, recorde-se que a ida de Loic para os U.S.A. deu-se no ver?o de 2007, e a ideia inicial para a?Seesmic era ser uma?ferramenta?para video online.
Mas passado alguns meses ter? percebido que esse n?o era o melhor caminho e com a compra ( Abril de 2008 ) do cliente para o Twitter, Twhirl, mudaria todo um modelo de neg?cio subjacente ? cria??o da Seesmic.

Segundo o artigo de Om Malik, o modelo de neg?cio para a Seesmic ir? basear-se em anuncios pouco intrusivos e em servi?os premium, tendo como referencia o modelo da Evernote e ser? posto em practica no decorrer de 2010.

No HTC Magic vou passar a utilizar a aplica??o da?Seesmic em detrimento da Twidroid, para ver que tal se porta.